A FLORESTA QUE VEM DO CÉU

Em 25 de agosto de 2017 por Torba Azenha em Agricultura, Destaque, Highlights

Torba Azenha

Um grupo de voluntários tem trabalhado muito para restaurar um ecossistema que vem desaparecendo há décadas, formado pelos manguezais do delta do rio Irrawaddy, em Myanmar. Uma operação demorada que, em cinco anos, plantou 2 milhões de mudas, uma pequena fração do necessário.

Para apressar o processo a Worldview International Foundation fez uma parceria com a BioCarbon Engineering para criar um sistema que usa drones e que podem plantar mais de 100 mil árvores por dia.
Espalhar sementes de aeronaves (como helicópteros) não é uma estratégia nova, mas as chances de sobrevivência das árvores são muito baixas. Para chegar a uma forma eficiente a BioCarbon teve que inovar.

A tecnologia é feita em etapas. Começa com os drones mapeando o terreno, coletando dados detalhados sobre a topografia e qualidade do solo. Um algoritmo usa esses dados para escolher os melhores locais para plantar árvores e as melhores espécies para plantar. Em seguida, um segundo grupo de drones, voando baixo, segue automaticamente o mapa para plantar “pastilhas de sementes” personalizadas, cheias de nutrientes e projetadas para apoiar cada espécie. Os aparelhos disparam então as capsulas com força suficiente para penetrar o solo.

Para entender melhor todo o processo, veja o vídeo