Implante cerebral

IMPLANTE CEREBRAL PIONEIRO

Em 24 de novembro de 2016 por HiArbix em Highlights, Saúde

Torba Azenha

Mais um gol dos neurocientistas: pela primeira vez um implante cerebral (não invasivo) ajudou uma paciente paralisada a se comunicar. O implante, sem fio, lê os sinais da atividade cerebral, converte-os em dados e envia sinalizações para um computador.

A paciente, de 48 anos, sofre de esclerose lateral amiotrófica e teve sua condição diagnosticada há oito anos.
Os pesquisadores do “Brain Center da University Medical Center de Utrecht” (Holanda) instalaram eletrodos na superfície do cérebro (leia o estudo aqui); um sobre a região que controla o movimento da mão direita e outro sobre a área que é usada para contar para trás. A interface estabeleceu uma ponte entre o cérebro e os dispositivos externos.

Antes disso, as interfaces cérebro-computador tiveram pouco êxito. Não se integravam no dia-a-dia dos pacientes, exigiam recalibrações diárias e acompanhamento técnico.

O novo sistema se mostrou confiável, é autônomo e funciona em casa, sem qualquer ajuda externa. Depois de seis meses de treinamento, a paciente desenvolveu 95 por cento de precisão na interação com o dispositivo. Ela foi capaz de se comunicar soletrando palavras e até mesmo se divertiu com alguns jogos mais simples.

Esta nova interface cérebro-computador também é importante porque mostra que controlar computadores e outros equipamentos com nossos pensamentos está saindo dos livros de ficção científica.

Conheça a senhora De Bruijne e veja como funciona o equipamento