INÉDITO: CHINESES USAM EDIÇÃO GENÉTICA PARA CORRIGIR ERRO NO DNA

Em 29 de setembro de 2017 por Torba Azenha em Destaque, Highlights, Pesquisa

Torba Azenha

A Talassemia é uma doença genética, uma desordem no sangue que aflige os indivíduos durante toda a vida. Não existe cura viável. A única esperança que as pessoas têm de superar esta condição é um transplante de células-tronco ou medula óssea, procedimentos de alto risco.

Pela primeira vez no mundo, uma equipe de pesquisadores da Universidade Sun Yat-sem usou a edição de genes em embriões humanos para corrigir o erro no DNA que causa essa doença.
Os cientistas usaram algo conhecido como “edição de base” – que também é chamada de “cirurgia química” – para alterar os blocos de construção fundamentais do DNA, corrigindo um único erro dos 3 bilhões de “letras” que compõem o nosso código genético, convertendo uma base de DNA em outra. A equipe da Sun Yat-sen conseguiu editar com sucesso esta única alteração e realizar a correção.

Para mais informações técnicas, a entrevista de David Liu, Professor de Química e Biologia da Universidade de Harvard, para a BBC News, é recomendada.