INOVAÇÃO: EMPRESA PAULISTA USA RESSONÂNCIA MAGNÉTICA PARA ANALISAR ALIMENTOS

Em 21 de junho de 2017 por Torba Azenha em Destaque, Highlights, Pesquisa

Torba Azenha

Em parceria com a Embrapa e a Fapesp, a empresa Fine Instrument Technology (FIT), de São Carlos, colocou no mercado o SpecFIT, aparelho inovador que usa ressonância magnética nuclear (RMN), de ampla utilização na medicina, para análises químicas e físicas de grãos, azeites, carnes, leites e muitos outros produtos.

O equipamento usa RMN de baixo campo, diferente dos equipamentos médicos, e realiza em análises em poucos segundos. A tecnologia é eficiente em diversas áreas, especialmente no agronegócio, uma vez que permite a análise da qualidade de sementes e produtos de origem animal e vegetal. Está sendo utilizada também no varejo para avaliação da qualidade da carne (informações sobre o teor de gordura, umidade, maciez, sabor e suculência) ou para a escolha das frutas que serão colocadas à disposição do consumidor.
A FIT obteve recursos do PIPE-FAPESP para desenvolver esse equipamento de baixo custo e transportável.
O Laboratório de Ressonância Magnética da Embrapa Instrumentação oferece o “gabarito” para a avaliação dos alimentos.
A empresa também se prepara para lançar, ainda este ano, o SpecFIT Food, que opera enviando sinais de rádio para uma amostra, captada por uma antena colocada no alimento. Depois de digitalizado e analisado, é fonte segura de informação sobre a qualidade do produto.