MUSEU DO FRACASSO É UM TRIBUTO À INOVAÇÃO

Em 13 de junho de 2017 por Torba Azenha em Destaque, Highlights, Pesquisa

Torba Azenha

Glorificar o sucesso e demonizar o fracasso. Essa é a tendência que já nos acostumamos, apesar das constatações de que o fracasso é muito importante para para o processo de aprendizado.
O Museum of Failure, localizado Helsingborg, Suécia, nasceu para remar contra a maré. Em vez de apresentar obras de arte ou de design bem-sucedidos, ele mostra catástrofes absolutas.

De acordo com os criadores do museu, o fracasso é um dos componentes centrais para desenvolver novas tecnologias. Eles estão cansados da falta de um debate sério sobre o papel da falha na inovação e dizem que o sucesso acaba sendo o único tópico de debates, estudos e seminários. Só são discutidos produtos bem-sucedidos, serviços bem-sucedidos e pessoas bem-sucedidas.

Mas por que o fracasso é importante para a inovação? Segundo os suecos, dentro de uma equipe, é fundamental se sentir confortável o suficiente para cometer erros, fazer uma pergunta estúpida ou expressar críticas. Brincadeira e bom humor no trabalho podem alimentar a criatividade. Na inovação, para impulsionar as coisas, devemos experimentar e explorar e não esperar resultados previsivelmente positivos. Isso teria evitado vários produtos e ideias, como as mostradas por Samuel West, curador do museu, neste vídeo.