PESQUISA BRASILEIRA DESENVOLVE MICROAGULHAS PARA ANESTESIA ODONTOLÓGICA

Em 2 de outubro de 2017 por Torba Azenha em Destaque, Highlights, Saúde

Torba Azenha

O medo da injeção é um dos principais fatores que levam os pacientes a desenvolver fobia de dentista e a evitar tratamentos odontológicos. Mas até agora não existe nenhuma outra técnica que possa anestesiar os locais da boca que requerem tratamento. Isso pode mudar logo.
Pesquisadores do Brasil e do Texas testaram, com sucesso, uma nova estratégia para a anestesia tópica odontológica. É um pequeno dispositivo contendo 57 microagulhas que, ao ser colocado na gengiva, na bochecha ou em qualquer outro local da boca a ser anestesiado, cria pequenos furos pelos quais substâncias anestésicas como a lidocaína penetram. Quase indolor, a invenção deve continuar sendo testada, mas os primeiros resultados foram bastante positivos.
A pesquisa, financiada pela FAPESP, foi realizada em parceria por Harvinder Gill, professor do Departamento de Engenharia Química da Texas Tech University (TTU) e pela pesquisadora Michelle Leite, da Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP), da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).
O estudo completo está publicado aqui.