STARTUP BRASILEIRA COMPETE NO MERCADO MUNDIAL DE INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Em 27 de outubro de 2017 por Torba Azenha em Destaque, Highlights, Inteligência Artificial

Torba Azenha

A Kunumi é uma startup criada por Nivio Ziviani, professor e pesquisador da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), para competir no promissor mercado de inteligência artificial. E, tudo indica, está indo muito bem. O currículo do professor inclui três startups de sucesso (especializadas em ferramentas de busca), a Miner, a Akwan e a Neemu, vendidas para UOL, Google e Linx, respectivamente.

Iniciada no começo de 2016, a empresa é fruto de quatro anos de estudos do professor e de seu ex-aluno Juliano Viana. A dupla criou uma rede neural artificial, plataforma que consegue analisar grandes bases de dados, encontrar padrões e encontrar soluções para diferentes problemas. Um campo em que as principais companhias de tecnologia do mundo estão apostando muitas de suas fichas. A consultoria McKinsey estima que elas tenham investido entre 20 e 30 bilhões de dólares em 2016 em IA.
A lista de clientes da Kunumi tem nomes como a construtora MRV, o hospital Sírio-Libanês, a operadora de planos de saúde Unimed, o banco Itaú e a Fiat. Ela já tem escritórios em São Paulo, Belo Horizonte e Roterdã, na Holanda.
Entre os clientes internacionais está a empresa de streaming de música Spotify e a Time Warner, que contratou a startup para um projeto muito curioso: criar roteiros de desenhos animados. Para isso, a plataforma da Kunumi foi alimentada com o grande banco de dados de episódios da série Looney Tunes. A rede neural está aprendendo as características psicológicas dos personagens e “escrevendo” o que poderia acontecer em cada nova situação.
No segundo ano de operação, a Kunumi vai faturar 15 milhões de reais em 2017. Ziviani avisa que a empresa não está à venda.