VIDEOGAME COM PRESCRIÇÃO MÉDICA?

Em 5 de dezembro de 2017 por Torba Azenha em Destaque, Highlights, Saúde

Torba Azenha

A AKili Interactive Labs, de Boston, divulgou um estudo realizado com um videogame especialmente projetado para tratar crianças com Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), cumpriu seu objetivo principal, e está próximo de ser o primeiro jogo a ser usado com prescrição médica.

O estudo, com 348 crianças de idades entre 8 e 12 anos com diagnóstico de TDAH, mostrou que aqueles que usaram o jogo de ação Akili ao longo de quatro semanas viram melhoras significativas em métricas de atenção e controle inibitório, em comparação com crianças que receberam um jogo diferente, projetado como um placebo.
O Akili, que é jogado em tablets, põe os jogadores em um rio de lava derretida e em um mundo gelado, recompensando com estrelas e pontos quem completa as tarefas. No jogo, algoritmos direcionados atuam como um dispositivo médico para ativar certas redes neurais. Essa é uma categoria diferente dos aplicativos e jogos existentes, por exemplo, os que ajudam os pacientes a gerenciar sua doença, acompanham sintomas ou monitoram níveis de glicose.
A empresa espera que a FDA (Food and Drug Administration) aprove o jogo ainda em 2018.